sábado, 4 de julho de 2015

3 de julho: dia que a Phoebe nos deixou

Minha menina: depois de 14 anos de muito amor e dedicação à nossa família, vc partiu. Veio para a nossa casa quando eu tinha apenas 6 meses de casada. Aprendeu comigo e eu aprendi com vc. Acompanhou de perto quando virei mãe e por duas vezes me ajudou nas madrugadas quando acordava para amamentar.
Curtiu os filhotes de humanos que vieram depois de vc. E ensinou muito a eles. Como uma boa gata, foi mansa mas não boba. Eles aprenderam a te respeitar.
Vc me deu vários sustos. Fugiu na praia, desceu no elevador sozinha e foi passear na garagem. Mas naquelas vezes o Angelo te resgatou.
Infelizmente dessa vez não pudemos te resgatar. O câncer foi rápido e implacável. Mas até ontem quando te deixei na clínica vc estava ronronando e mostrando toda a sua gratidão. Mas quem tem que agradecer sou eu. Por tudo que me deu!
Vai com Deus. E aceita a ajuda dos nossos irmãos de luz.

Um comentário: