domingo, 29 de novembro de 2009

Vida de Criança

O mais gostoso de ter filhos é poder brincar como as crianças. Veja que delícia, eu e o Dani no niver do Murillo!!!!
video

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Cintilografia Renal com DMSA


Hoje fizemos a Cintilografia do Daniel. Foi muito mais tranquilo do que da primeira vez. Apesar do choro e do desespero quando ele foi amarrado para aplicar o contraste e depois para fazer as imagens, de uma forma geral meu bebê se comportou muito bem.


Ainda não temos o resultado do exame, mas pelas imagens é muito nítida a diferença entre um rim e outro. Agora é aguardar o resultado e levar para o Dr. Júlio avaliar e dar orientação sobre os próximos passos.


Ufa!!! Mais uma etapa....

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Por que dá branco????

Meus dois lindossss!!!!!

É super engraçado. Durante o dia tenho um monte de idéias para escrever aqui no blog: dicas de passeios legais, livros interessantes, reclamações e comentários. Mas quando chega a noite, fico meio burra e esqueço disso tudo.
Agora as crianças estão dormindo e o Angelo acabou de chegar de viagem. Mas meu cérebro tá bem pequeno. Então só me resta postar uma foto...

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Uma música redescoberta

Throwing it all away
(Genesis)

Need I say I love you
Need I say I care
Need I say that emotion's,
Something we don't shareI don't want to be sitting here
Trying to deceive you
Cos you know
I know babyThat I don't wanna go.

We cannot live together
We cannot live apart
That's the situation
I've known it from the start
Every time that
I look at youI can see the future
Cos you know I know babe
That I don't wanna go.

Throwing it all away
Throwing it all away
Is there nothing that I can say
To make you change your mind
I watch the world go round and round
And see mine turning upside down
You're throwing it all away.

Now who will light up the darkness
Who will hold your hand
Who will find you the answers
When you don't understand
Why should I have to be the one
Who has to convince you
Cos you know I know baby
That I don't wanna go.

Someday you'll be sorry
Someday when you're free
Memories will remind you
That our love was meant to be
Late at night when you call my name
The only sound you'll hear
Is the sound of your voice calling
Calling after me.

Just throwing it all away
Throwing it all away
There's nothing I can say
We're throwing it all away

De volta a ginástica

Adoro a sensação do corpo cansado depois de me exercitar. Hoje voltei mais cedo do trabalho (dia do rodízio), tomei coragem e fui para a academia do prédio. Não me exercitei o tanto que queria, mas consegui ficar por lá uns 45 minutos. Que delícia.
Sei que amanhã estarei cheia de dores. Mas adoraria poder combater a dor com mais exercício.
E para completar cheguei em casa com as crianças super cansadas. Dei banho no Dani e enquanto eu fazia ele dormi. O Matheus dormiu no sofá. Tadinho.
Mas consegui tomar um banho demorado, arrumar as minhas coisas e agora estou na minha cama, usando o computador do Angelo, que está viajando.
Muito bom!!!!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Reencontros


Durante os últimos dias tenho reencontrado um velho amigo (deixa ele ver que escrevi velho - risososos). Como é bom poder contar tudo que se passou durante esse tempo de distância. É a oportunidade da gente rever a nossa própria vida, avaliar quais seriam os caminhos se a gente tivesse tomado outra decisão!!! E perceber o quanto somos felizes nesse caminho que escolhemos.
É quase uma terapia sem pagar psicólogo. Pena que a gente quase não tenha tempo de regar as nossas amizades. E ainda bem que a gente tem amigos que se contentam com algumas gotinhas apenas de orvalho dessa amizade. A Adriana Paula, a Simone Bisco e a Simone Lass são assim. A gente se vê tão pouco, mas a gente se adora. Um pouquinho de orvalho e lá estão elas me dando aquela força.
Amigo: obrigada por ter voltado a manter contato. Vc é especial para mim.

Meus pais queridos




Meus pais são fantásticos. Eles sempre souberam - com muito tato - arrancar as verdades e saber tudo que se passava comigo e com a minha irmã. Sempre digo que se eu conseguir ser 70% do que eles foram, eu serei vitoriosa.

Como é difícil educar. Não tem cartilha, não tem manual, não tem faculdade, não tem coaching. Tudo deve ser feito com perfeição. Caso contrário, vc pagará com a vida de quem vc mais ama: seu filho. No entanto, em todos os manuais que lemos, as exigências são muitas. Hora para dormir, sempre ser quem manda, hora de comer, como comer. Como tomar banho, o que não é permitido... Ufa um saco.
Sabe quando eu me sinto mais perto da perfeição dos meus pais? Quando eu deixo meus filhos se divertirem. Na semana passada faleceu a filha de uma amiga, de apenas 17 anos. A Erika é uma menina abençoada por Deus. Super boazinha (sim, ela é, porque continua viva em algum lugar).
Sabe o que aprendi com essa perda? Que não sabemos quantos anos nossos filhos viverão, por isso devemos nos esforçar para sermos felizes. Melhor 2 ou 5 anos de felicidade do que 100 de tristeza. É assim que estou vivendo.
Mesmo com o Daniel com a infecção urinária de novo, deixamos o nosso menino entrar na piscina do prédio nessas noites quentes. São apenas 15 minutos, mas de muita folia. Ele e o Matheus ficam com aquela carinha de satisfação.
Mesmo que eu morrer amanhã ou que algum deles for morar com Papai do Céu, vai ficar na nossa memória essas tardes quentes de primavera na piscina. É isso que importa.

Pai e Mãe: espero ter aprendido a lição que vcs ensinaram com perfeição para mim e para a Fê.